quarta-feira, junho 14

Trovoadas


Gosto de trovoadas. Gosto mesmo muito de trovoadas. Esta noite acordei e fiquei à escuta. Quando fui à casa de banho a casa estava toda iluminada pelos relâmpagos que eram muitos e seguidos. Não me assusta. Tirando aqueles primeiros anos da infância em que temos medo de muita coisa (e eu tinha!), sempre me lembro de gostar de trovoada! A minha mãe costumava levar-me à janela nas raras trovoadas grandes que por aqui há e falar-me das trovoadas de Angola. Essas sim, dizia ela, trovoadas como devem ser! Grandiosas.
Os meus pais moraram em Angola um par de anos, quando tinham 3 filhos. Eu sou a quarta e nasci um ano e pouco depois de voltarem. Como voltaram por motivos familiares e antes da descolonização, sem pressas nem apertos, só trouxeram boas recordações, e durante os primeiros anos da minha vida, eram recorrentes em casa as conversas sobre os cheiros, os sabores, os tons, os sons de Angola. Eu que nunca estive lá, tenho vontade de regressar.

8 comentários:

Rosa disse...

Pois eu acordei quase à beira de um ataque cardíaco com o barulhos dos trovões. É que de Inverno, pronto, uma pessoa já está à espera, e tal. Agora assim de surpresa? Bolas!

papalagui disse...

Eu também não tenho med da trovoada. Gostei muito deste texto :)

BlueAngel disse...

Eu não gosto de trovoadas e nunca ninguém me falou de nenhumas em especial e maiores. Tb gostei muito deste texto.

anrasaxa disse...

Era um país que também gostaria de visitar embora não tenha nenhuma raíz lá.. Quanto as trovoadas, gosto, desde que o som esteja bem longe :)

PA disse...

Eu também adoro trovoadas.
Trovões, relâmpagos. Parecem tudo manifestações do outro mundo e fazem-nos sentir tão pequeninos.
Adoro, adoro, adoro.
Mais do que de fogo de artfício!

PMarques disse...

olá! Eu também me fascino com trovoadas, embora não seja gosto que tenha desde pequeno!! E adoro ver os relampagos com aquelas ramificações e cruzarem os céus! Sobre Angola, adorava conhecer. Bjokas

Emilia disse...

Também gosto das trovoadas. Parecem uma expressão da força da natureza.As de Angola( ou de Africa em geral) parecem deixar fortes e boas lembranças em todos os que assistem. Tenho cá em casa uma testemunha.Gostei do seu texto.Quer saber quem sou? Cheguei a si pelo blog da "papalagui".
Bjs

Anónimo disse...

Cool blog, interesting information... Keep it UP Phone chat line arizona travel insurance study abroad thorogood station boots Oldsmobile alero window sash clips saab viggen fighter Infocus video projectors Renault veicoli commerciali saab 900 cab very big monster cock honda Recover data after format lost found Pulaskia corner curio cabinets A4 audi wallpaper Harley davidson edition dodge truck Driveway arbor keyword neurontin problem qoclick keyword generic neurontin http://www.angel-fragrance.info/alternator-97-honda-civic-ex.html Adjustable book shelves