segunda-feira, março 13

Sotaques

Dizem que o sotaque neo-zelândes é igual ao australiano. Os neo-zelandeses não gostam nada de ouvir isto, e os australianos (que passam a vida a gozar com o sotaque neo-zelândes) também não. Nós que moramos aqui e já nos habituámos aos tons e entoações locais, passámos por alguns momentos de completa incompreensão logo seguida de uma gargalhada interior quando estivemos na NZ. Definitivamente não são iguais! Na verdade o sotaque neo-zelândes tem umas peculiariedades interessantes que fazem com que certas palavras fiquem irreconhecíveis (ou pelo menos transformadas noutras que não tendo nada a ver, transformam as afirmações e/ou perguntas em coisas muito estranhas...).

Os neo-zelandeses pronunciam os “e” como “i” e os “i” como “u”. Quer dizer, em algumas palavras é mais subtil e ligeiramente diferente, mas no geral é isto.

Quando entrámos na NZ declarámos que levávamos botas de caminhada. Quando chegámos a alfândega a sra que nos atendeu pediu-nos para lhe mostrarmos as botas (as solas têm de ir limpas, sem solo ou lamas agarradas), e de seguida perguntou-nos:
-Is it only the boots? Don’t you have a tint??
-??!?? Pardon?
-A tint, do you have a tint?
O Cazé percebeu primeiro que eu e após alguns segundos de silêncio respondeu:
-No we didn’t bring a tent, just the boots!

Pagámos um jantar que nos custou fufty-nine fufty dolares (o fifty foi mesmo dito fufty, mas curiosamente o nine não se alterou!)

Ouvimos em ocasiões diversas o número 6 (six), mas consoante a entoação tanto podia soar a “sex” como a “sucks”.

Mas foi já depois de cá chegarmos que uma rapariga com quem trabalho nos contou a historia mais gira. Em Janeiro ela esteve em Camberra a trabalhar na universidade com uma bolsa de verão. Aí estavam também vários neo-zelandeses com que ela se dava bastante. Um dos dias estavam numa sapataria e um dos amigos estava a experimentar uns sapatos no tamanho 9. A certa altura virou-se para a empregada, levantou um dos sapatos e perguntou: - Do you have these in a tin?


Mas a piada mais universal sobre o sotaque NZ, que já estávamos fartos de ouvir aqui e confirmamos lá é que Fish & Chips se diz Fush & Chups!!!

7 comentários:

fantasma disse...

LOLOL!!!
Ai mulher, é bom que regresses porque temos resmas de saudades tuas, mas perder estas histórias vai ser uma pena... :o)

Vik disse...

Lindo!
Beijinhos

Mãe Babada disse...

Pois eu não declarei as botas de montanha ao entrar na NZ. Para mim, não passam de sapatos.
E nem queiras saber o arraial que foi na alfandega!

Patrícia disse...

Por acaso faco ideia! Foi uma das coisas que aprendi mais depressa. Embora a nos nao nos faca sentido nenhum, para eles faz todo o sentido e eu ate acho que fazem muito bem!
Por isso pessoal, quando viajarem para a Australia e/ou NZ leiam bem o papelinho que vos dao no aviao e declarem TUDO o que trouxerem.
Eles tratam muito melhor na alfandega o pessoal que declara as coisas (mesmo que sejam coisas que nem era preciso!) do que alguem que nao declara nada e depois e descoberto com botas, ou uma laranja ou outra coisa do genero que vem no cartao que preencheram!
A primeira vez que o Caze foi a NZ viu um alemao que ia com ele quase ser preso (e exagero, mas e para terem nocao da coisa) porque levava uma laranja na mochila e esqueceu-se de a declarar. E pagou multa!

PA disse...

Ah, quando voltares temos de comer Fush & Chups numa tint de fufty-nine fufty dolares, tin vezes, ok?
:P

fantasma disse...

Bolas! Por uma laranja?!

Patrícia disse...

Ta combinado PA!