terça-feira, maio 19

Merda de país este...

... onde a justiça põe e dispõe das crianças, as dá e as tira, sempre no seu "interesse superior".
Que interesse superior pode ter uma criança em estar 4 anos (desde o ano e meio) entregue a uma família e depois ser entregue à mãe biológica aos seis anos para ser levada para a Rússia??
O desespero da miuda nas imagens até me revolveu o estômago. Que raio de poder é este dado aos pais biológicos que podem abdicar das crianças quando não lhes dá jeito e depois têm sempre o direito de ir resgatar os filhos quando lhes convém?? Qualquer que seja a razão, a criança devia ser posta em primeiro lugar. Que criança vai ser esta no futuro??
Que merda de justiça a nossa!

2 comentários:

G_ticopei disse...

Eu assino por baixo... Assim nunca mais lá vamos...

Olho de Lince disse...

Sinto exactamente o mesmo. É desesperante porque nos sentimos (pelo menos eu)impotentes perante situações destas, cuja esfera de decisão nos ultrapassa completamente. É curioso: em Portugal as famílias de acolhimento são muito boas mas só mesmo para isso: para acolher por tempo indeterminado, enquanto der jeito aos pais biológicos e ao estado. Para adoptar não servem porque, segundo uma explicação que ouvi há algum tempo na tv, "os critérios para a adopção são muito mais exigentes do que para acolher temporariamente". Este temporariamente chega a durar anos a fio. Isto é... enfim, inqualificável.