quinta-feira, novembro 10

Vanuatu


A melanésia é a “nésia” mais perto da Austrália, entre a micronésia e a polinésia, e foi lá que nós andamos.
Vanuatu é terra de gente simpática e bonita, de riso fácil e espírito descontraído. Muito como a ideia que eu tinha afinal das gentes das ilhas do pacífico. A pobreza é evidente. Não a pobreza que vem carregada de fome, mas a pobreza porque as condições são básicas e as pessoas têm muito pouco. A fome não aparece, porque o mar é bom provedor e a fruta (ai a fruta...) não falta em lado nenhum.
Chegamos ao aeroporto e temos à nossa espera música de boas vindas (a música soa a havaiana, mais uma vez, as poucas referências que temos de terras do pacífico), bem como uma brisa quente e uma atmosfera que eu esperava muito mais húmida!
O mar tem uma cor inacreditável e uma temperatura ainda melhor. Bancos de corais inacreditáveis, peixes de todas as cores, simplesmente magnífico. Estivemos em duas ilhas, Éfaté, onde é a capital Port Vila, e Tanna onde fomos de propósito para poder cuscar o vulcão.

1 comentário:

papalagui disse...

Eu cá não sou mesmo rapariga de invejas, mas que coisa mais linda, Patrícia!!!!!!!!!!!!